sexta-feira, 27 de julho de 2007

A OAB, QUEM DIRIA...!

A OAB cínica e burra!

A Ordem dos Advogados do Brasil, que representou uma defensora da legalidade e da democracia durante os negros anos da ditadura militar (1964/85), compondo com idealistas uma forte resistência aos milicos, agora se arvora numa defensora da elite tosca que sempre foi privilegiada nesta pátria desmiolada.


Oo movimento que instalou a ditadura, em 1964, contou com a colaboração ingênua da igreja católica, com a famosa "Marcha com Deus pela Liberdade", mobilizando os cristãos ante o "perigo do comunismo" (rs rs) . Claro que a mídia estava por trás organizando e controlando as massas. Foi a vitória da elite brasileira que sempre se locupletou do poder e de interesses internacionais capitalistas, tendo à frente os EUA.


Agora, quem diria, é a própria OAB que faz o mesmo jogo sujo que alimentou a ditadura militar, tentando mobilizar a população com o "MOVIMENTO CÍVICO PELOS DIREITOS DOS BRASILEIROS". Puro eufemismo para conseguir, essa elite colonialista, voltar a mandar no Brasil, preocupados com o relativo sucesso do governo atual, que a continuar assim, fará sucessores no comando do Planalto e com isso, a elite continuará à deriva.


Além da OAB, compõe a "triste figura", a FIESP, a revista VEJA, a FOLHA DE SÃO PAULO e outros órgãos de imprensa mais, que sempre mamaram nas têtas dos governos no passado. Durante aqueles governos, que apoiaram, não tinham nenhum interesse de pesquisar ou publicar os desmandos, corrupções e quetais, muitos mais significativos que no atual governo.


Pergunto: com que moral esse medalhões falam agora de moralização???


A OAB deveria se preocupar com os milhares de advogados que suaram para se formar e não conseguem passar no exame da Ordem, instituindo um gargalo, onde só os "filhinhos de papai", com tempo e grana disponíveis para fazer cursos complementares caros, podem passar.

Deveria se preocupar com as reformas que dormem no Congresso Nacional, entre elas a reforma do Judiciário, isso sim !


Enquanto isso, a OAB se limita a formar coro com a oposição carola e burra.








5 comentários:

Anônimo disse...

Meu sábio, dessa vez, nada a reclamar, apenas parabenizar pelo belo artigo, que me faz saber mais desse nosso Brasil.
Dessa vez, meu sábio merece não só abraço, junto vai um beijo...
Clara

Anônimo disse...

Meu caro, permita-me discordar de alguns pontos seus, um dos quais do post anterior. Em primeiro lugar, neste post e que você repostou-o no blog do Mino, voce afirma de uma tal de ingenuidade da Igreja Católica... Meu caro, uma instituição de governo como é a Igreja Católica Romana, responsável por tudo de bom e ruim que aconteceu na Idade Média não comete ingenuidades. É óbvio que um D. Helder Câmara não esteve por trás do Terço de Nossa Senhora, o movimento da OPUS DEI que gerou a maldita "Marcha", mas isso não impediu que viesse um padreco americano com as bençãos da CIA e da Opus Dei para gerar o clima golpista contra Goulart. Sim a mesma Opus Dei que esteve o tempo inteiro por trás de Alckmin e dos tucanos de São Paulo, a ponto de introduzir um absurdo na política nacional: o Rio Grande dos Sul governado por uma paulista. Claro que com a ajuda da RBS, hoje cem por cento Opus Dei. Antes que você me questione sobre a virulencia da Opus Dei é bom lembrar que não Opus Dei; é Opu$ Dei, uma empresa de "rissorgimento" da grandeza d'España iniciado por Franco e pelo "santo" Escrivá de Berlanguer. Já levaram metade das teles, os melhores bancos, quase todas as editoras nacionais e vem comendo cada vez mais todos o meios de comunicação nacional.
Bem, sobre o seu post anterior observei que você usou a usual argumentação de Golpe Militar. Meu caro, o golpe não foi Militar. Como em 1889 eles alugaram a pistola, mas o golpe foi do empresariado paulista tal como na época da revolta dos plantadores de café com o fim "oficial" da escravidão, decretado pela princesa herdeira. O que a turma do "CANSEI" de 1964 não contava é que os militares iriam gostar do poder e, ao contrário de Floriano Peixoto em 1894, não entregaria-lhes o poder de bandeja em 1966. Só em 1985, mesmo assim a um mineiro, aliás, a um maranhaense. Abs. Jose de Almeida. http://markltda.blog.uol.com.br

Sábio do Cerrado disse...

Caro José
Não sei onde discordo de vc...rss
Conheço bem como funciona a Opus Dei, claro.
No entanto ressaltei a ação de uma parcela da igreja, visto que, não no início, mas posteriormente, se aliaram à resistência. Se vc notar, parte da igreja católica, de tão lamentável memória, a partir desse episódio, começou a formar uma distenção, surgindo alternativas, como a própria teoria da libertação.
Eu participei da resistência à revolução e tenho que admitir que muitos companheiros foram salvos pela ação de alguns padres.
Claro que a igreja, como instituição secular, assim como todas religiões, sáo meras instituições que usufruem da ignorância humana. Tal como afirmou Marx = é o ópio do povo.
Mas muito boa tua observação.
abraços

Anônimo disse...

A ELITE BRANCA E CANSADA DE SÃO PAULO RESOLVEU FAZER UM DESFILE NA AVENIDA PAULISTA. O TEMA SERÁ O CANSAÇO. TERÁ ALEGORIAS DE TODO TIPO. O ABRE ALAS COMPOSTO POR FIESP, OAeB,PSDB, DEMO SERÁ O: CANSEI DA PF, EM SEGUIDA VEM A ALA DO CANSEI DA INFLAÇÃO BAIXA, DEPOIS A ALA: CANSEI DOS JUROS BAIXOS LOGO ATRAS VEM A ALA: CANSEI DE TANTA RESERVA CAMBIAL(PODIA ESTAR NAS ILHAS CAYMAM), DEPOIS VEM A ALA: CANSEI DE TANTA OBRA(PAC) E POR FIM FECHANDO O DESFILE DA OAeB(OLHA A ELITE BRANCA) VEM A ALA DO: CANSEI DE PERDER ELEIÇÕES. MARCIA REGINA

Querido Sábio, copiei e colei este comentário da leitora do blog Conversa afiada.... rssss.... boa!!!
Beijo
Bela

Maria Amelia disse...

Pegou pesado dessa vez Sábio.kkkk,se tem coisa que não discuto é religião...e o regime militar está, como diz Chico Buarque nosso grande compositor "meio desbotada na memória" nessa época eu estava em outra...mas no quesito prova da OAB concordo plenamente com você. Big beijo.