quinta-feira, 27 de setembro de 2007

SÁBIO DO CERRADO PROCESSA SANTINHA INJURIADA!


Suzane von Richthofen
(Tá com dó? Leva-a pra tua casa!)
A moda no Brasil tá pegando. Aliás há décadas copiamos os americanos, inclusive nas idiotices.
Na última postagem, lá estava o senador americano Ernie de Disco processando Deus. Agora é a vez da virgem da paulicéia que, como boa samaritana, enviou os pais para o paraíso, evitando aos "de cujus", os sofrimentos da face da Terra.
Pois bem, ela está processando o Estado em duas ações judiciais. Pede indenizações de R$ 950 mil. Na primeira, ela alega ter sofrido ameaça de morte e passado fome durante uma rebelião em agosto de 2004, no Carandiru. Na segunda, argumenta ter sido obrigada pela diretora-geral de um presídio a dar entrevista coletiva. Os dois processos estão em andamento na Justiça, tramita na 8ª Vara da Fazenda Pública Estadual. O advogado dela, (sempre há mais um canalha), alega = "Dano à sua dignidade, à sua honra como ser humano pela incapacidade estatal de gerir de forma correta o estabelecimento prisional”. Nessa ação, pede indenização de 500 salários mínimos, o equivalente a R$ 190 mil.

No processo 117836/2007, 14ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Suzane reivindica indenização por danos morais e materiais, equivalente a R$ 760 mil. O mesmo advogado alega que sua cliente foi exposta à mídia, contra a própria vontade, na noite de 28 de junho de 2005. “não bastasse a aparição atrás das grades, como se fosse animal exótico enjaulado, cuja cabeça estava sendo exposta pela diretora, estava totalmente desorientada, angustiada e abalada psicologicamente diante do ocorrido”.

Pergunta que não quer calar: Ela não ficou psicologicamente abalada quando urdiu o duplo assassinato dos seus pais? Se ficou deveria entrar com uma outra ação de indenização.
O Sábio tem outra visão do caso: Primeiro ele acha que a Suzane gosta mesmo é de Vara. Vara da família, Vara Criminal, Vara Cívil, Vara Mandiocal; segundo, seguindo sortilégio surtado sentencia solene o Sábio: Vou processar a princesa, pois como paulista sinto-me abalado psicologicamente por uma conterrânea ter maculado a imagem bandeirantista com um crime que abalou o mundo, (menos no Brasil, onde é corriqueiro). Quero 760 mil de indenização e mais 190 mil em outra ação, como ressarcimento das despesas judiciárias promovidas pela virgem nessas ações varais, estadia e despesas outras com carceragem, efetivo policial, etc, visto que são os contribuintes que pagam.

11 comentários:

Anônimo disse...

Sem precisar de propaganda, estou aqui todas as madrugadas .. A mocinha ficou envergonhada ... de que mesmo ? ... doideira total...só não teve vergonha, de matar os pais ... e nesse país ainda deixam uma mulherzinha dessas processar alguém... Serra, encerre esse episódio, coloque a moça num galinheiro ....
Clara

Requerí disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Requerí disse...

eu vou entrar com uma ação por danos à minha paz, à minha paciência, à minha crença de que filhos, são leais aos pais ...
isto é só o aperitivo.
acredito que, até o fim do dia, eu encontre outras tantas, ou mais, razões pra manter esta filha da puta na cadeia até criar mofo, até virar zumbi ... mofo tem acento?????

ora!!! me poupe!!!
volta pro armário, traça descontrolada!
volta pra fossa, cocô!

tô revoltada!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

A mocinha tem medo de morrer ... mas não teve medo de matar ...

Se abala psicologicamente por ser exposta na cadeia ... mas tem serenidade para tramar e colocar em execução o bárbaro assassinato de seus pais.

É assustador ..tão jovem, tão lúcida, tão má ...

Bela

Anônimo disse...

Esse advogado imbecíl, ainda tem coragem de falar em, dignidade, honra como ser humano....Que ser humano é capaz de planejar e executar um duplo assassinato,e dos próprios pais???Esse monstrinho já não apareceu demais...já não deram bastante espaço pra ela mostrar aquela carinha de menina ingênua??? tbm acho q ela gosta mesmo é de vara.Então q se coloque o monstrinho assassino em uma possante vara, em cima de uma grande e ardente fogueira...estou tão irritada c essa notícia q nem sei o q estou escrevendo...acho q vou ter um piti...chega...
BB

Requerí disse...

eicí, gostaria que vc tivesse mudado de assunto. acho que não deu tempo. então, fazer o quê??? é aqui mesmo que vou dizer a que vim: tô arrasando no rebloggando ... vai lá e lê. o tema é música, evidente, tá bonito. tente ler com os olhos do amor ... rsrs ... e tenha orgulho de moi. beijo.

e, por favor, ponha essa ameba hipócrita pra correr ... escreve sobre terrorismo, prostituição infantil, tráfico de drogas, mensalão, senado corrupto, genuíno, miséria, zé dirceu, ... mas tira essa praga do ar ...

Anônimo disse...

Sábio, saudade de vc ... briga com o Archie ... ele não cumpriu o prometido ... vou entrar com um processo contra ele ... em todas as varas ...
Clara

Anônimo disse...

Madeleine Peyroux, a cantora de jazz que, além de todo o talento, é uma graça (você pode conferir na foto) entrou para a tribo numerosa de estrangeiros amantes do Rio. Depois do belíssimo show no Municipal lotado, ela resolveu aproveitar a cidade. Com os músicos Steve Cardenas e Jim Beards, todos ciceroneados pelo guitarrista Ricardo Silveira, ela foi jantar no Braz, a pizzaria que virou um mega-sucesso no Jardim Botânico.



Depois, a loura quis emendar na Lapa, mas, veja só, os marmanjos desaconselharam, argumentando que não sabiam a programação do dia. Mas ela avisou que voltará, mas com uma agenda de choro e samba em mãos.



Volte sempre, Madeleine!

Requerí disse...

vim, porque lembrei de uma vara que foi esquecida e que merece destaque na relação, a vara de marmelo ...
aliás, esta é a que obtém os melhores resultados dentre as demais.
na bula da vara de marmelo está recomendado que, umas 23 marmeladas diárias deixam, qualquer mocinha, mansa feito um peixinho de aquário ... afinal, ela pode ter ficado assim, exigente, porque não conhece esta varinha mágica ...
é bom que fique bem claro, não é sempre que adoto tais pensamentos maniqueístas ... é que, essa pilantra, não me inspira diferente ...
é isso.

Sábio do Cerrado disse...

Uai... Sr Anônimo...

Cadê a tal foto da tal Madeleine Peyxeroxo?

Ela é parente da Suzane Rintortus? Viu o crime ?
Bem se é cantora de jazz vale a pena.

soa disse...

clara adoro seus comentarios !!!
num consigo posta meus elogios !!!
mas continue !!!
arabços