terça-feira, 15 de janeiro de 2008

IDEOLOGIAS - Vamos fazer o dever de casa...

Karl Heinrich Marx - Idealizador de uma sociedade com uma distribuição de renda justa e equilibrada, o economista, cientista social e revolucionário socialista alemão
Apesar de muitos escreverem, falarem ou discutirem sobre ideologias, principalmente as que estão em evidência desde o século XVIII, poucos são os que realmente tem uma noção básica dos princípios e fundamentos do Socialismo, Liberalismo, Comunismo e Anarquismo. O exemplo mais disparatoso, é a constante citação ou referência ao MARXISMO. Karl Marx, filósofo, idealizador do Socialismo Dialético ou Científico, no leito da morte disse aos discípulos e amigos presentes. “QUE FIQUE CLARO QUE EU NÃO SOU MARXISTA”. Pelo que se depreende, já em sua época havia muita confusão a respeito do pensamento socialista. Atualmente Marx se transformou em clichê. Todos a ele se referem e ninguém o lê, principalmente seus detratores que infantilmente confundem seus preceitos e o pior, atribuem ao mesmo, ao filósofo que foi reconhecido pelos intelectuais do mundom, no ano 1999, como o mais importante do mundo e em uma pesquisa online, na qual os respondentes colocaram Karl Marx à frente dos dez maiores pensadores do milênio, seguido de Einstein e Descartes, estapafúrdias interpretações que vão diretamente na contramão do pensamento Marxista. É só um exemplo.

Outra parvoíce, muito próprio dos estultos na atualidade, é considerar que o Socialismo é uma filosofia franciscana. Ou seja, que um socialista de carteirinha, deve se abster das benesses da tecnologia e bens de consumo.
Muito ao contrário. A premissa socialista é um Estado onde todos podem ter acesso à produção moderna, tecnológica e caminharem sempre evoluindo. Essa digressão é, muitas vezes, maldosamente inculcada nas mentes infantis e despreparadas, através da mídia. Tem a finalidade de criar um exército anti-socialista, composto de néscios e parvos, ou mesmo de despreparados ou os “OBA OBAS”, a serviço de interesses escusos de uma elite burguesa que se sustenta nos poderes político e econômico, desde a Revolução Francesa em 1789. Em outras palavras: usam-nos como “buchas de canhão”.

Em outro enfoque, essa maioria de detratores do Socialismo se apega aos exemplos de países considerados Socialistas e que nunca foram, tal como a Rússia. Arremedos de ideologias não são ideologias. Outros países socialistas são obrigados a sustentar um sistema centralizador e autoritário, que foge também do pensamento socialista de organização do Estado e o fazem, justamente como único meio de evoluir o processo, ante os constantes ataques do capitalismo, que convenhamos, são poderosos.

Seria de bom alvitre aos confusos detratores do socialismo, a leitura da obra de Ernest Hemingway, O VELHO E O MAR e meditar sobre os simbolismos ali contidos. Essa obra encontra-se também em filme.

Nas próximas postagens, procurarei fazer um breve resumo das ideologias Liberais e Socialistas.

8 comentários:

Clar@ disse...

Sábio, preciso ler de novo e de novo ... Socialismo é Comunismo ?
O regime de Cuba qual é ?
Desculpe, meu sábio querido, mas se é uma " aula " quero aprender um pouco mais ... do que só sei de ouvir falar ...
Beijos Archie
Clar@

Archimedes Carpentieri disse...

Clara
nos próximos artigos, justamente foi tentar esclarecer isso.
bjos

vanda disse...

Oi Archimedes se não estou enganada O velho e o mar a essência da história se dá por o homem e a luta constante com a natureza para sua sobrevivencia; inclusive, se destacam a importância não só da experiência, mas a sorte a perseverança e as lutas consigo mesmo e com a própria vida.Karl Marx defendia a idéia de que a classe trabalhadora deveria unir-se com o propósito de derrubar os capitalistas e aniquilar de vez a característica abusiva deste sistema que, segundo ele, era o maior responsável pelas crises que se viam cada vez mais intensificadas pelas grandes diferenças sociais.
Seu livro o CAPITAL tem como tema principal a economia. Seu livro mostra estudos sobre o acúmulo de capital, identificando que o excedente originado pelos trabalhadores acaba sempre nas mãos dos capitalistas, classe que fica cada vez mais rica as custas do empobrecimento do proletariado. Com a colaboração de Engels, Marx escreveu também o Manifesto Comunista, onde não poupou críticas ao capitalismo.Isso tudo aconteceu em 1840...e ainda continuamos na luta..ou não? Será que nos acomodamos?
desculpe alguma besteira que eu possa ter colocado...gosta dessa matéria

Abraços

Anônimo disse...

Vanda
Foi realmente isto. Bem resumido por vc. Claro que hoje mudou. O capitalismo demonstrou ser mais eficiente, mas na verdade, o verdadeiro socialismo, tal como Marx afirmava, depende de uma transformação interna do homem e não pode ser imposto arbibitrariamente.
O capitalismo é genético. Pra mudar demanda várias gerações. No entanto, as chamadas social-democracias, regime na maioria dos paises europeus, estao se adaptando. Isso é resultado de uma população mais politizada.
Mais adiante, nos próximos capítulos vai ficar mais claro...rs
bjos.
Archie

Ev@ disse...

Bom dia, lendo o artigo e os comentários aqui, vou aprendendo aos poucos o que é capitalismo, socialismo e a democracia onde está ?
Beijos
Ev@

vanda disse...

onde se lê gosta é "gosto" ou aprecio ou me identifico rssss..eta pc ruinzinho da Lu viu...kkk fica difícil tbém esscrever na madrugada depois de ........

Bela disse...

Querido Sábio

Gosto de sua análise . Vc sabe como tornar um assunto complexo e pesado numa leitura prazeirosa.

O que sei sobre este tema é o básico , e por isto análises com diferentes pontos de vista sempre enriquecem.

Vc fala na elite burguesa que se sustenta no poder desde a Revolução Francesa ... e apenas para reforçar o que vc já escreveu sobre este homem brilhante .... imagine ... foi justamente isto que chamou a atenção do jóvem Marx na França, ao constatar que a burguesia que havia ganhado a luta contra a nobreza e estava no poder,nada mais tinha de revolucionária.. e que os trabalhadores e assalariados - a classe do proletariado - é que seriam capazes de libertar a sociedade das mais diversas opressões... a partir daí constroi sua teoria (o Socialismo Científico), com uma profunda análise política, econômica e histórica das sociedades e prega uma ação direta contra o capitalismo através da organização da classe proletária ... mas voltando ao inicio ( ao fim é que não poderia ser..rss) ... como vc mesmo afirmou ...tudo como d'antes no quartel de Abrantes ...rss... a burguesia no poder ... fu.... os trabalhadores... rss ....e a gente filosofando ....rsss

Querido não repare ficar "enchebdo linguiça"... como disse adorei o tema ...e acho ótimo vc continuar nele.

Beijo.

Bela

Anônimo disse...

Estou tentando entender, tá difícil sábio,kkkkk mas vou, a exemplo da Clara, ler e reler,até aprender a lição. Obrigada pela aula grátis.

beijos

lia_mello