quinta-feira, 5 de junho de 2008

AMAZÔNIA, A BOLA DA VEZ

Amazônia está como essa árvore, todos querem penetrar

Enfim descobrimos que o nosso planeta é muito pequeno. Nesse sentido o futuro se nos apresenta como uma cela de presídio brasileiro, mais gente do que espaço. Essa é uma visão simplista e pueril. O ser humano tem demonstrado através de a história saber resolver os mais graves problemas que se colocam à sua frente.

Um novo colonialismo está sendo implantado no planeta, já com muito sucesso na África. Após o repúdio internacional ao tradicional sistema colonialista de várias nações européias desde o século XVI, reformularam novas táticas coloniais. Na África “independente”, as ex metrópoles estabeleceram áreas de reservas neutras entre o país A e B, certos que se tornariam áreas de conflito e conseqüente estabelecimento de guerras resultando num controle da população de negros vivos.

A bola da vez é a Amazônia. Todos palpitam, todos têm uma solução admirável. A grande maioria nunca pisou no solo amazônico. As pressões internacionais no sentido da intocabilidade amazônica resultam em movimentos de pressões internas da imprensa e Ongs. Essas organizações em sua maioria estão a serviço dos interesses escusos de grandes empresas, tais como a WWF que é sustentada pela indústria química farmacêutica internacional. É o neocolonialismo no continente americano.
A meta é criar polêmica, atritos, confusões com a aspiração de uma possível intervenção internacional, sobrepujando a soberania brasileira.
Essas organizações e o capitalismo neoliberal apostam na ingenuidade e falta de informação dos brasileiros, usando como pano de fundo a questão indígena.

O aquecimento global é balela, já demonstrado cientificamente e pouco divulgado. Outras “ameaças” absurdas são lançadas na mídia. Por outro lado esses países poluidores nada fazem para reduzir seus poluentes, principalmente dos veículos.
E o paradoxo: se levantam agora contra o metanol que evita diariamente milhares de toneladas de bióxido de carbono na atmosfera. E por que são contra? Simplesmente porque não têm condições climáticas de produzi-lo.

O sábio do cerrado, amante da paz que é, prometeu incendiar toda floresta amazônica. Assim essa briga acabará.

4 comentários:

requeri disse...

sempre quis fazer o que vou fazer agora.
lembra quando, no auge da ditadura militar, o jornal da tarde publicava receitas, receitas que, algumas vezes, não produziam nenhum quitute, o estadão publicava receitas e trechos dos lusíadas, sonetos, gravuras de duplo sentido, tudo em represália à censura???
naquele tempo, o lula falava errado, tinha a língua presa, seu nome era luiz inácio da silva, e muita gente estava começando a acreditar nele.

licor de cupuaçu
ingredientes
200 gramas de polpa de cupuaçu
250 ml de Vodka

calda
250 gramas de açúcar
250 ml de água

modo de preparo
em um vidro grande, de boca larga, pode ser um daqueles de guardar biscoito, com tampa. despeje a polpa de cupuaçu e a vodka. feito isso, feche hermeticamente, deixe em local fresco e arejado por 15 a 30 dias para destilar.
depois desse processo, coe o líquido com o auxílio de uma peneira e novamente coado com o auxílio de um pano. jogue a polpa. reserve o liquido.

calda
faça uma calda com açúcar e água em ponto de fio. deixe esfriar. após em um recipiente coloque um pouco da calda e o líquido de cupuaçu. faça esse processo deixando o teor alcoólico a gosto.
sirva gelado.

desfrute ou espera um pouco que a gente desfruta junto.

bj bj bj bj. rê.

Anônimo disse...

Archie, desfrute ou espera um pouco que a gente desfruta junto.

A sua dona ... está te dando receita, kd o comentário, num tem censura ....
bj bj bj bj. rê.
bj bj bj bj. rê.
ah amor, o q acha quando leio isso. Ela manda desmanda em vc .
te odeio
Ev@

Anônimo disse...

Querido Sábio

Estava lendo sobre esta WWF, tão badalada por ser uma Ong com "preocupações ambientais" ... e cada vez mais espantada/preocupada eu fico ...

Estou colando abaixo, alguns dados sobre esta instituição .

" O World Wide Fund for Nature (WWF), recebe doações regulares de grandes corporações como Shell (que dispensa apresentações), a ICI (multinacional da indústria química), Fundação Rockefeller, Fundação Ford, além de idôneas instituições como a USAID (agência do departamento de Estado norte-americano)"... e tem como Diretor Presidente o ex-presidente do Citibank, Álvaro Antônio Cardoso Souza.

" Foi responsável por garantir, no continente africano, o monopólio das reservas de petróleo e de riquezas minerais aos seus financiadores. Fundou a Survival International, ong indigenista que teve papel fundamental na criação da imensa reserva ianomâmi na fronteira do Brasil com a Venezuela, e, apesar de o exército brasileiro esbarrar na Lei para fiscalizar as atividades dentro da reserva, o acesso dos “ativistas ambientais” é livre e desimpedido".

E como não podia faltar ... o nosso brilhante ex-presidente FHC ( é claro que estou com os dedos cruzados - "isola" - ) criou a ANA ( Agência Naconal de Águas)com o intuito de tirar das mãos do Estado (Ministérios), e passar para as mãos de ongs, o gerenciamento das maiores reservas de água potável do mundo. Sob a égide da Lei 9.433/97, os Comitês de Bacia ganharam a prerrogativa de legislar sobre as políticas de gerenciamento das águas brasileiras e são constituídos principalmente por organizações não-governamentais ligadas à WWF.

No livro ‘Máfia Verde: o ambientalismo a serviço do governo mundial’, Lorenzo Carrasco mostra que “desde 1992, o WWF coordena a campanha contra a implementação da hidrovia Paraná-Paraguai (...) Com a obstaculização da hidrovia, o WWF pretende bloquear seu desdobramento natural, a ligação das bacias do Amazonas e do Prata, que, juntamente com a interligação com a bacia do Orenoco, formariam a chamada Grande Hidrovia, com 10 mil quilômetros de extensão, integrando todos os países sul-americanos, exceto o Chile”.

Querido Sábio, como sempre, vc lê nas entre-linhas , vai além da afirmação direta veiculada numa notícia ... e portanto, quem relaciona com vc e está atento, sai lucrando .. como eu .

Para encerrar com chave de ouro , uma do Lula .... " Vejo com indignação que muitos dos dedos apontados contra a energia limpa dos biocombustíveis estão sujos de óleo e de carvão" ....

Muitos beijos.

Bela

requeri disse...

o silêncio dos não tão inocentes ... já trombetei mas, pelo que sinto, é areia no deserto, é chover no molhado ... e por aí vai.
esse ualison precisa sair da bolha e dar início a um exercício de humildade. arrogância não combina com ignorância apesar da rima ser perfeita.

será que tem alguém pra ler essas palavras, caso eu as diga por lá???

vou tentar.

bj bj bj bj. rê.