quarta-feira, 2 de julho de 2008

ODE A DOIS DE JULHO - VIVA A BAHIA !


Esta é uma data máxima para a Bahia e uma das mais importantes para a nação, já que, mesmo com a declaração de independente, em 1822, o Brasil ainda precisava se livrar das tropas portuguesas que persistiam em continuar em algumas províncias. Então, pela sua importância, principalmente para os baianos, todos os anos a Bahia celebra o 2 de Julho.
O gênio jovem, Castro Alves, assim terminou seu canto=
.................
PARTE TERCEIRA
SAUDAÇÃO

Quereis que vos conte a história brasílea
Que Deus copiara sorrindo talvez...
E as lutas terríveis do moço gigante
Com o velho que ao mundo ditara só leis...
.
Oh! Não... Que sois filhos do povo dos bravos...
Sois filhos hercúleos do hercúleo cruzeiro...
Sabeis esta história... Quem é que não sabe-a?
Quem é?... não sabe-a... não é Brasileiro.
.
E a este que a digam as águas de prata
Que um dia de sangue ficaram também...
Que a digam as águias, que viram as lutas
E foram contá-las às águias de além...
.
E o velho vigia dos louros da pátria
Da história brasílea servil sentinela
— O campo formoso ao grão Pirajá -
Que para cantá-la deitado lá vela.
.
E após essa luta... Nos ares um grito
Passou repetindo-se em vales e montes...
E a ouvi-lo os tiranos nos tronos tremeram
E viram tremerem-lhe as cr'oas nas frontes...
.
E um povo de bravos ergueu-se dizendo:
"Já somos nós livres, já somos nação!..."
Co'as águas imensas o imenso Amazonas
Pomposo repete: — "Sou livre em meu chão!..."
.
E ao grito de livres as fontes correram
E em lindas cascatas os rios saltaram...
Ergueram-se cantos festivos de hosanas,
As flores do seio da terra brotaram...
.
É hoje, senhores, o dia da pátria.
Que d'alma — os Baianos — conservam no fundo,
Saudemos o dia que ergueu-nos do lodo...
Que marca um progresso na vida do mundo.
.
Senhores, a glória de um povo é ser livre...
O nome de livres é o nosso brasão.
Seja esta a divisa da nossa existência.
E este epitáfio se escreva no chão...
.
O poeta não é só aquele que orquestra a emoção e traduz a alma
Para mim poeta é aquele que se envolve no sentimento humano de justiça e solidariedade . Assim foi, assim é CASTRO ALVES, senão o maior poeta, um dos.

6 comentários:

Anônimo disse...

Querido Sábio

Muito boa lembrança.
Na realidade as pessoas das outras regiões do Brasil nem se lembram desta importante data ( ou nem conhecem esta "página da história" ).

É importante lembrar, que nas lutas pela independência da Bahia, duas mulheres são citadas com destaque !

Maria Quitéria que cortou os cabelos, vestiu a farda do cunhado e alistou-se com o nome dele em um regimento de artilharia pois desejava lutar contra os portugueses e pela libertação da Bahia. Desde 1996 é considerada a patrona do Quadro Complementar de Oficiais do Exército Brasileiro.

Joana Angélia religiosa baiana que morreu assassinada a golpes de baioneta, ao defender o convento franciscano da Lapa em Salvador, que um grupo de soldados portugueses tentava invadir.

Duas baianas " arretadas " !!!

Quanto ao grande poeta , copio abaixo uma de suas falas numa solenidade em São Paulo, que bem demonstra o seu sentimento de unidade de uma nação.

" O Ipiranga é irmão do Paraguaçu. O 7 de setembro é irmão do 2 de julho. Não há glória de uma província, há glória de um povo. É sempre o Brasil herdeiro augusto dos heróis, esses pródigos sublimes."

E iniciou a sua declamação onde sugere uma marca de contrários:

(...)

"Não! Não eram dois povos que abalavam
Naquele instante o solo ensangüentado...
Era o porvir - em frente ao passado,
A Liberdade - em frente à Escravidão,
Era a luta das águias - e do abutre,
A revolta do pulso - contra os ferros,
O pugilato da razão - com os erros,
O duelo da treva - e do clarão!..."

(...)

Beijo procê...
Bela

Anônimo disse...

Ler a postagem já foi um prazer.
Mas ler vc Bela, é mais do que isso, é a tradução de tudo que o Sábio disse . Acrescentando, mais informações. Obrigada Bela, belissima, a Bahia te agradece.
Simone, baiana orgulhosa

Anônimo disse...

Adelaide Amaral


ARTISTA, tua voz é a melodia
De Sorrento nas veigas perfumosas;
É teu riso o esfolhar de brancas rosas,
Voar do cisne errante da poesia!


Quando gemes, o arcanjo da harmonia
Colhe em teus lábios flores odorosas,,
E do teu pranto as gotas preciosas
São estrelas de luz n'alva do dia.


A Camélia esfolhada sobre o dorso
Do mar da vida, em ondas de sarcasmo,
A Hebréia, condenada sem remorso...


Tudo sublimas, tudo... eu digo em pasmo:
"Gênio, gênio... inda mais... supremo esforço
Das mãos de Deus no ardor do entusiasmo".

Para acrescentar a beleza e as palavras acima da grande Bahia

Maria Eugênia

Anônimo disse...

Oi Simone !!

Você é um exemplo do bom astral das mulheres baianas !!

Um abraço mineiro.

Bela

Anônimo disse...

Esqueceu, que te amo !!!!

iza disse...

Vc é demais em suas postagens ,sempre me senti orgulhosa de te-lo como irmão.